domingo, 20 de agosto de 2017

Fortaleza perde para Sampaio Corrêa e completa 3º jogo sem vitórias na Série C


Em confronto direto dentro do G-4 e faltando três rodadas para o fim da primeira fase, Fortaleza perdeu para Sampaio Corrêa por 2 a 0 na noite deste sábado (19). Fora de casa, no Castelão de São Luís, o Leão não soube encaixar o ataque e falhou no setor defensivo nos dois gols do adversário. Com a vitória, o Bolívia Querida assumiu a liderança do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, com 28 pontos, e fica muito perto da classificação para o mata-mata.
O Tricolor segue na terceira posição da tabela, com 23 pontos, mas pode ser superado caso o Salgueiro bata o Cuiabá no jogo deste domingo, podendo deixar o Fortaleza, ao fim da 15ª rodada, em quarto lugar. A derrota lança novamente a desconfiança sobre o técnico Paulo Bonamigo

Leão e Bolívia Querida começaram o jogo movimentado, com as duas equipes buscando o gol em boas oportunidades de bola parada. Fortaleza emendou sequência de três tentativas - com falta, escanteio e finalização na pequena área - antes mesmo dos 10 minutos. Logo em seguida, o time da casa se lançou em contra-ataque e em três lances venenosos - com contra-ataque, escanteio e falta - forçou boas e atentas defesas do goleiro Marcelo Boeck.

Com jogadas de bolas longas, sem toque e sem muita precisão, o Sampaio Corrêa apostava no bate-rebate na pequena área após cruzamentos - quase sempre frutos de bolas paradas. O Tricolor do Pici já dava sinais de que a defesa precisaria de atenção para segurar o time da casa. A despeito do bom início, o Fortaleza ainda tinha dificuldade de encaixar o ataque e fazer a bola chegar com qualidade para Lúcio Flávio. 

O gol da Bolívia Querida veio em jogada de visão de Hiltinho, que cruzou pela direita para cabeçada de Isaac. Boeck defendeu já dentro do gol - apesar de não ter sido marcado pelo bandeirinha. No rebote, a bola encontrou um Fernando Sobral sozinho e de frente para o gol. Dessa vez, não deu para o arqueiro. O tento só foi possível pelas seguidas falhas da defesa do Leão: faltou quem acompanhasse Hiltinho, faltou quem marcasse Isac e faltou quem impedisse que o rebote caísse feito presente nos pés de Sobral.

Fortaleza ainda buscou o empate, na melhor chance tricolor no primeiro tempo. Éverton avançou na área cara a cara com Alex Alves, mas o chute não saiu com a força necessária. Na sequência, o goleiro da casa salvou também no rebote de Hiago.

Não deu tempo nem se saber se as mudanças na defesa e no ataque de Paulo Bonamigo iriam surtir efeito. No primeiro lance ofensivo da segunda etapa, Hiltinho ampliou para o Sampaio. Esquerdinha correu sem companhia e arriscou o chute cruzado. Boeck deu o rebote, mais uma vez, e Hiltinho sem marcação finalizou para as redes. Wellington Reis apenas acompanhou o lance. 

Com vantagem bem definida, Sampaio Corrêa seguiu administrando com tranquilidade a partida. Sem conseguir arrumar o setor ofensivo, Fortaleza se limitava a buscar o gol, mas sem levar muito perigo. Com as jogadas pouco inspiradas, era o jeito se valer das bolas paradas. Já se encaminhava para os minutos finais, Ronny cobrou a falta e, apesar de muito longe, o chute desviou na barreira e quase enganou o goleiro - no lance mais agudo do Tricolor no segundo tempo. 

Na sequência, o Tricolor enfrenta em casa, no próximo domingo, 27,às 19h15min, o CSA, atual vice-líder do Grupo A. 
FICHA TÉCNICA
Sampaio Corrêa 2x0 Fortaleza
Local: Castelão de São Luís, em São Luís (MA)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Silbert Sisquim (RJ) e Diogo Carvalho da Silva (RJ)
Público: 8.049 (pagante), 10.104 (total)
Renda: R$ 119.570
Cartão amarelo: Alexandre (S)
Gols: 32’1T Após cruzamento da esquerda, Isaac cabeceou, Boeck defendeu, mas Fernando Sobral ficou com o rebote e mandou para as redes. 3’ 2T Esquerdinha chutou cruzado de canhota. Marcelo Boeck espalmou e a bola sobrou nos pés de Hiltinho, que completou para o gol. 

Sampaio Corrêa: Alex Alves, Gian (Diego Valderrama), Maracás (Alexandre), Odair, Esquerdinha, Zaquel (Jefferson), Diego Silva, Fernando Sobral, Felipe Marques, Hiltinho e Isac. Técnico: Francisco Diá.

Fortaleza: Marcelo Boeck, Felipe (Ronny), Rodrigo Mancha, Adalberto, Bruno Melo, Wellington Reis, Everton, Pablo, Hiago (Paulo Sérgio), Adenilson e Lúcio Flávio (Vinicius Baiano). Técnico: Paulo Bonamigo.

Fonte: O povo.
Postar um comentário

Click na imagem e saiba mais sobre o Hospital de olhos Neusa Rocha.

GOVERNO DO CEARÁ FORMA 1.495 NOVOS PROFISSIONAIS

O governador Camilo Santana (PT) entregou os certificados de conclusão de curso a 1.495 novos profissionais em cerimônia na tarde desta s...