segunda-feira, 23 de outubro de 2017

KKKKK, Temer condecora Raquel Dodge com medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico



O presidente Michel Temer condecorou na manhã desta segunda-feira (23) a procuradora-geral da República, Raquel Dodge – que está há um mês no comando do Ministério Público –, com a medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico. A entrega da medalha, em comemoração ao Dia do Aviador e ao Dia da Força Aérea Brasileira (FAB), ocorreu na base aérea de Brasília.
Além de Raquel Dodge, também estão entre os mais de cem condecorados magistrados, militares, diplomatas, seis parlamentares e os ministros Torquato Jardim (Justiça) e Hélder Barbalho (Integração Nacional). Temer entregou as medalhas pessoalmente à procuradora-geral da República, aos ministros e aos parlamentares.

Raquel Dodge foi indicada para a chefia do Ministério Público Federal por Temer, após ficar em segundo lugar na lista tríplice apresentada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). A nova procuradora-geral assumiu o cargo em setembro.

A solenidade de entrega das medalhas foi o primeiro compromisso oficial de Temer na semana na qual a Câmara dos Deputados vai analisar a segunda denúncia apresentada pelo antecessor de Raquel Dodge, Rodrigo Janot, contra o chefe do Executivo federal por obstrução de Justiça e organização criminosa. Os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral) também são alvo da denúncia.

Para que a denúncia possa ser apreciada pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara dos Deputados precisa avalizar o envio da peça acusatório à Corte. A votação no plenário da casa legislativa vai ocorrer nesta quarta-feira (25).

Na semana passada, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou parecer do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) que recomendou a suspensão da denúncia até o final do mandato de Temer.

O governo espera aprovar o relatório do parlamentar tucano nesta quarta-feira, assim como ocorreu na primeira acusação contra o presidente por corrupção passiva, em agosto.

O Palácio do Planalto, conforme apurou o G1, iniciou o mapeamento da posição dos deputados para a sessão de quarta. A expectativa dos palacianos é repetir os 263 votos obtidos na ocasião da primeira denúncia para barrar a continuidade da acusação. Auxiliares de Temer indicam uma “margem de erro”, com a chance de perder ou ganhar cerca de 20 votos.
Postar um comentário